Taanteatro Companhia

i-9c0745140afb94f2332eae44a8b70774-TTC-01.jpg

Fundada em 1991 por Maura Baiocchi, a Taanteatro Companhia apresentou-se no mesmo ano nos teatros Tuca e Tuquinha com Frida Kahlo: uma mulher de pedra dá luz à noite e Solos. Em 1992, a companhia consolidou-se com O Livro dos Mortos de Alice, obra em quatro capítulos e com seis horas de duração, apresentada no Teatro SESC Pompéia. Nesse período inaugural o projeto Taanteatro – uma pesquisa para a transformação da dança é premiado com as Bolsas VITAE de Arte e Cultura. Desde então, o princípio tensão constitui o fio condutor da produção coreográfica, didática e conceitual do taanteatro ou teatro coreográfico de tensões.

A pesquisa da Taanteatro foi compartilhada por meio de um projeto editorial que inclui a publicação dos seguintes livros: Taanteatro: teatro coreográfico de tensões (2007); Taanteatro: rito de passagem (2011); Taanteatro: MAE Mandala de Energia Corporal (2013); Taanteatro: [Des]Construção e Esquizopresenças (2016); Taanteatro: Força & Formas (2018).

Ao longo de sua trajetória a companhia encenou mais que 60 espetáculos, foi premiada nas esferas municipal, estadual e federal e atuou no Japão, na Alemanha, Argentina, França, Inglaterra, Bélgica, EUA, Moçambique e Rússia.
+ MAIS